Notícias

BornSales Engenharia: mais de 50 projetos de edifícios altos em Santa Catarina

Set 23 2021

Criada há dez anos pelos engenheiros Ricardo Born e Luis Fernando Sales, a BornSales Engenharia é uma empresa de projetos e consultoria na área de geotecnia, sediada em Balneário Camboriú (SC). É pioneira no estado. Luis Sales explica que, até mesmo no passado recente, as definições envolvendo os projetos de fundações eram tratadas diretamente pelas construtoras e os executores de fundações. Não havia no estado a figura da empresa de projetos geotécnicos.

“Até que surgisse a figura do projetista no nosso mercado, esse tipo de projeto costumava ser atendido por profissionais de outros estados”, afirma o engenheiro. A BornSales foi criada justamente para atender a essa demanda e para apresentar um trabalho especializado na região.

A empresa atende as principais construtoras de Balneário Camboriú com destaques para os projetos de fundações e contenções. Um fato interessante sobre a empresa é o seu papel na elaboração de projetos de fundações para edifícios altos, algo que se tornou uma marca da cidade. Cinco dos 10 prédios mais altos da América do Sul estão em Balneário Camboriú, muitos com mais de 150 metros de altura.

Ricardo Born explica que, para ser considerado alto, um edifício precisa ter no mínimo 40 andares ou 120 metros de altura. Ele lembra que o interesse por edifícios altos em Balneário Camboriú precisava contar naturalmente com o apoio da engenharia geotécnica. E foi nesse campo que BornSales conquistou espaço. “Temos no nosso currículo mais de 50 edificações altas”, afirma Born.

De acordo com Sales, para realizar projetos assim tão complexos, a empresa tem uma relação de proximidade com o avanço da indústria e sempre busca estar atualizada quanto às normas e aos códigos nacionais e internacionais da área. “Aliado a isso, a BornSales conta com uma excelente qualificação técnica e todos os engenheiros que atuam no nosso escritório possuem mestrado e doutorado”, diz o engenheiro.

BornSales na pandemia

Durante a pandemia, muitas empresas tiveram que adotar o trabalho à distância. Entretanto, trabalhar remotamente não foi um desafio para a BornSales. Segundo Sales, a empresa vinha já realizando atividades de modo online antes do surgimento da pandemia. “Alguns dos nossos profissionais moravam em Porto Alegre. Eles estavam desenvolvendo os seus estudos e pesquisas no Programa de Pós-Graduação da UFRGS (Universidade Federal do Rio Grande do Sul), enquanto simultaneamente havia profissionais aqui no escritório em Balneário Camboriú”, conta o engenheiro.

Ele explica que tudo isso foi possível graças ao investimento em equipamentos de informática, armazenamento de arquivos na nuvem e em internet de alta velocidade. “Isso nos permitiu manter atividades no modo remoto e presencial sem trazer prejuízos na qualidade dos trabalhos realizados”, pontua.

Em relação à produtividade, a BornSales apresentou resultados positivos, mesmo porque o mercado de construção civil manteve um elevado crescimento com o lançamento contínuo de novos projetos. “Foi uma época bastante boa em termos de desenvolvimento de projetos”, afirma Sales.

Para Ricardo Born, o mercado de construção civil em Balneário Camboriú passa por um bom momento. “O mercado segue crescendo e melhorando para todos os fornecedores da construção civil”. A expectativa é que o próximo ano seja ainda melhor.

Luis Sales lembra que a engenharia tem um histórico de altos e baixos em termos de crescimento. Por isso, empresas como a BornSales devem estar capacitadas para responder tanto a uma demanda em alta quanto a enfrentar períodos de crise, uma vez que, na percepção dele, os momentos de crescimento e declínio nunca são duradouros no Brasil. 

“Esses períodos são comuns na área da engenharia, como em outros setores da economia do nosso Brasil”, lembra Sales. “Por conta disso, os escritórios de projetos devem estar prontos para encarar essa oscilação”.

 

Campanha de valorização ABEG

Por ser uma associada à ABEG, a BornSales tem participado das discussões sobre a valorização das empresas de projetos geotécnicos promovidas pela entidade. Born e Sales acham importante a valorização dos trabalhos realizados pelos engenheiros geotécnicos, devido à responsabilidade existente na realização de projetos do tipo. 

“As responsabilidades que acompanham as decisões envolvendo os projetos de fundações e contenções são enormes e precisam ser bem reconhecidas e valorizadas por todos – pelos nossos clientes, pelos executores e por nós mesmos, projetistas”, explica Sales.

Ele lembra que os engenheiros geotécnicos estão sempre buscando agregar novos conhecimentos e capacitação técnica para garantir a qualidade dos trabalhos realizados. “O próprio Ricardo investe um tempo enorme na busca de novos conhecimentos fora do Brasil que muitas vezes estão à frente do que é especificado nas normas nacionais”, relata o engenheiro. “A qualificação realmente é fundamental em nossa área de atuação”.

 

As colocações dos representantes das empresas associadas à ABEG são pessoais e não refletem necessariamente a opinião da entidade ou dos dos demais associados.

Ler 15 vezes
Avalie este item
(0 votos)

About The Author