Notícias

Atenção e rigor no acompanhamento das obras são diferenciais da BER-FAC

Abr 16 2021

A BER-FAC Consultoria de Solos e Fundações, associada à ABEG, é especializada em projetos de fundações e realiza um acompanhamento técnico rigoroso das obras de fundações e taludes que projeta. Este é um diferencial da empresa. Com mais de 40 anos de atividades, a BER-FAC projetou obras em vários estados do Brasil. Hoje, sua atividade está mais concentrada no interior de São Paulo, região onde atua com mais força.

 A empresa foi fundada em 1979 pelos engenheiros Elísio Bernini e Enos Faccin Junior. Mais tarde, o engenheiro José Vicente Fanton passou a integrar o quadro societário da empresa. Com o falecimento de Bernini, Faccin e Fanton passaram a liderar a empresa.


Clientes são parceiros

A BER-FAC orgulha-se do relacionamento que mantém com seus clientes, considerados grandes parceiros. Segundo Faccin, as negociações feitas com os clientes em termos de honorários são justas e não há concorrência. “É uma relação de parceria, mesmo”, afirma. 

Nesse sentido, o diretor conta que a tabela de honorários criada pela ABEG foi uma grande aliada. Para ele, a ABEG cumpriu um papel importantíssimo ao formular uma tabela de honorários que servisse como base para as empresas da área ao precificar os serviços prestados. “Faço uso habitual dessa tabela ao formular nossas propostas e agradeço à ABEG por isso”, diz.

 

Recomendações da ABEG orientam propostas

A crítica do engenheiro volta-se, inclusive, às empresas que não sustentam suas propostas em valores justos e equilibrados do ponto de vista profissional. “Às vezes me deparo com colegas que cobram valores muito abaixo do que recomenda a ABEG”, diz Faccin. 

Ele lembra que uma das recomendações da ABEG é a cobrança de um valor global pelo projeto de fundações considerando a extensão da obra - e não a cobrança por visita. “Foi de uma felicidade extrema essa colocação da entidade, mas lamentavelmente, algumas empresas não seguem essa recomendação”, diz.

Enos explica que a vantagem da cobrança por um ‘valor global’ é que a empresa que irá projetar as fundações da obra compromete-se com a qualidade desse serviço, independentemente da quantidade de visitas que terá que fazer à obra. “É um trabalho de muita responsabilidade”, diz. 

“Há empresas e profissionais que visitam a obra uma ou duas vezes e fica por isso mesmo”, aponta o engenheiro. “Isso é algo que não fazemos na BER-FAC”, acrescenta. “Participamos ativamente de toda a obra para garantir que o resultado será o esperado”. 

 

A história da BER-FAC

O rigor da BER-FAC no acompanhamento da execução do projeto de fundações é herança de um importante aprendizado, que surgiu em uma época anterior à empresa.

Até um ano antes da criação da BER-FAC, Bernini e Faccin eram engenheiros da Consultrix, a primeira empresa de projetos de fundações e consultoria em engenharia geotécnica do país, fundada por Sigmundo Golombek. Lá, eles trabalharam até 1978.

“Para se ter uma ideia, o Dr. Golombek exigia que conferíssemos até as ferragens utilizadas na obra”, lembra Faccin. “Na BER-FAC não chegamos a esse ponto. Mas acredito até hoje que é importante participar ativamente do processo de execução, tanto para garantir a qualidade do serviço como para dividir com a construtora a responsabilidade por algum problema que possa surgir”. 

As experiências vividas na Consultrix, ao lado de Golombek, são reconhecidas pelo engenheiro. “Fomos contemplados com a sorte de trabalhar com o Golombek e ter aprendido tanto”, lembra Faccin.

About The Author