Notícias

Secretário de Política Econômica garante que não faltaram recursos para o fundo de financiamentos da construção civil

Jul 26 2019

A liberação do saque do FGTS não vai afetar os recursos destinados aos financiamentos da construção civil. A afirmação é do secretário de Política Econômica do Ministério da Economia, Adolfo Sachsida, no dia 24 de julho. De acordo com ele, a verba liberada vem da correção da má alocação dos recursos do fundo e, por isso, não haverá impactos.

Os valores serão liberados de acordo com o saldo na conta do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço. Às contas com até R$ 1.000,00, serão destinados R$ 21,2 bilhões. Contas com até R$ 5.000,00 receberão R$ 10,6 bilhões. R$ 3,6 bilhões irão para contas com até R$ 10.000,00. Para contas com até R$ 50 mil, serão alocados R$ 4 bilhões. E as contas com mais de R$ 50 mil receberão R$ 500 milhões.

De acordo com o secretário, “Não vai faltar funding para a construção civil, para a infraestrutura, porque os recursos estão preservados”. Sachsida afirmou que a correção da alocação dos recursos do FGTS permite que seja retirado dinheiro “de onde estava errado” para “onde estava certo”. Ainda de acordo com ele, estão sendo efetuadas correções em problemas sérios da economia brasileira. Correções estas que acarretam folga de recursos, sobrando dinheiro para a construção civil e para o programa Minha Casa, Minha Vida.

Com informações de O Estado de S. Paulo.

 

Imagem: ipopba/iStock.com

 

Ler 247 vezes
Avalie este item
(0 votos)

About The Author